Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on print
Print

O Esturro da Onça, de Andrea Palmar

O Esturro da Onça

A felina
A que hiberna em mim
Pressente a caçada

A onça-pintada
Desperta
Convoca a mata
Faz um multirão
Num gesto complacente

O jugo da Natureza
Se faz presencial

A felina
Na linha de frente
Urra

Retrai suas garras seus dentes
Expande seu olhar de ceifa

A felina
Na linha de frente
Ruge…

A força da Natureza
Se faz presencial
Evoca a luz
Afugenta o nocente

A felina
A onça
Pintada à mão
Agora mia
Sossegada

Aηdrεα Pαレmαr é argentina, filha de brasileiros e criada no Brasil. Atualmente vive em Assunção, PY, onde prepara a edição de seu primeiro livro de poemas.

Arquivos

Categorias

Meta