O que querem os garis?

–  Os garis de Foz do Iguaçu pedem:
1. PERICULOSIDADE PARA TODOS – os trabalhadores relatam que apesar de todos os riscos a que estão submetidos cotidianamente (trânsito, objetos cortantes, etc.) a empresa não paga este benefício.
2. INSALUBRIDADE PARA TODOS – os trabalhadores que atuam na roçada relatam que mesmo debaixo do forte sol, submetidos a temperaturas elevadas e das mais adversas condições, não recebem o pagamento pelo trabalho insalubre.
3. REAJUSTE SALARIAL – os garis pedem reajuste salarial e afirmam que com o salário que ganham e toda a situação de inflação do país, é difícil manter o sustento das famílias.
4. FIM DO BANCO DE HORAS – Os garis relatam que a empresa não paga as horas trabalho que excedem a jornada, que acabam virando banco de horas e trocadas por folgas (na hora que a empresa quer).
5. AUMENTO DO VALE-ALIMENTAÇÃO – com o valor que recebem atualmente não é possível nem mesmo comprar os produtos básicos para a alimentação.
6. ESTABILIDADE – os trabalhadores querem que a empresa garanta a eles a estabilidade de pelo menos um ano, pois a rotatividade e a demissão de trabalhadores são muito altas.
7. NÃO AUMENTO DA JORNADA – os trabalhadores relatam que a empresa tem planos de aumentar a jornada de trabalho para os que atuam no serviço de roçada.
Além das reivindicações, os trabalhadores denunciaram as condições de trabalhos impostas, que são extremamente precárias e perigosas:
1. Muitas vezes, os trabalhadores se cortam ou se machucam com objetos que estão no lixo recolhido e são obrigados a continuar trabalhando. A empresa só libera o funcionário no dia seguinte para ir ao médico.
2. Os trabalhadores relataram caso de coletor que se contaminou com hepatite B, pelas condições impróprias de trabalho.
3. Muitas vezes, os trabalhadores sofrem acidente de trabalho e o Comunicado de Acidente de Trabalho (CAT) não é realizado.
4. Os trabalhadores afirmam que a empresa demitiu funcionários, diminuiu o número caminhões na rua e que isso acarretou sobrecarga de trabalho, pois são obrigados a fazer uma nova rota, que antes era feita por outro veículo e equipe.
5. Os garis relataram que eles apenas têm horário para sair do pátio, mas não para voltar, pois são obrigados a finalizar a rota, independentemente da quantidade de lixo, das condições climáticas (chuva, temporal) ou de qualquer outra situação. Disseram que a média de lixo recolhida por dia para cada gari é de 15 toneladas ou mais.
CLIQUE AQUI E LEIA O POEMA: QUANDO OS TRABALHADORES PERDEREM A PACIÊNCIA

___________
Fonte: App

Arquivos

Categorias

Meta