Observação de aves inspira novos olhares em vizinhos ao Parque Nacional do Iguaçu

Projeto promove contemplação e fotografia de espécies na mata; já são 270 aves catalogadas. Passeio percorre trilhas, rios e cachoeiras. Isso inspira as cidades vizinhas ao santuário ecológico.

Cauré (Falco rufigularis) – foto Fernando Wons

A observação de aves na natureza é prática disseminada no Brasil e no mundo. Na área lindeira ao Parque Nacional do Iguaçu (PNI), o projeto Aves Capanema propõe uma imersão na rica e diversificada paisagem natural da região.

São dez locais para avistamento no município de Capanema (PR) e no PNI. O projeto já conta com 270 aves catalogadas, mas estima-se a ocorrência de 400 espécies. A cidade tem uma localização estratégica para o birdwatching, por sua conexão ao parque e à vizinha Argentina.

O projeto surgiu de um grupo de pessoas apaixonadas pela fauna e flora, que mantinham trabalhos individuais de observação de aves na cidade de Capanema (PR). Unidas, o projeto ganhou corpo. Na primeira fase, os parceiros trocaram informações e realizaram o trabalho de campo.

Com isso, o grupo fotografou, gravou sons, catalogou e estudou as espécies existentes. Esse registro está reunido no livro “Guia das Aves: Capanema e Região”, que está sendo finalizado. As informações passaram a ser compartilhas da internet, em site e redes sociais.

Ameaçada de extinção, a jacutinga (Aburria jacutinga) pode ser avistada durante o passeio – foto André J. Pieri

Os estudos também mapearam os pontos de observação, as áreas de relevante interesse na região. Agora, esse roteiro de contemplação de aves será aberto ao público interessado em praticar o chamado birdwatching.

“O recebimento de turistas interessados na observação de aves iniciará nos próximos dias”, explica Marco Aurélio Gazzoni, voluntário do projeto Aves Capanema. “Os visitantes serão guiados por profissionais das áreas de ciências biológicas e turismo”, informa.

Para aproveitar integralmente o passeio, de acordo com o voluntário do projeto, o ideal é que o visitante reserve um dia inteiro. Nesse período, é possível fotografar cerca de 40 espécies, além de observar outras aves e a natureza abrigada na região do parque.

“Observadores mais experientes procuram mais as espécies ameaçadas de extinção, como a jacutinga, ou até mesmo algumas espécies raras”, relata Marco Aurélio Gazzoni. “A beleza de determinadas espécies também gera interesse, e, por sorte, existem muitas espécies maravilhosas.”

Maçarico-solitário (Tringa solitaria) – foto André J. pieri

Natureza em todos os sentidos

O projeto Ave Capanema alia conscientização ambiental e desenvolvimento da região pelo chamado turismo de natureza. Conforme os promotores da iniciativa, além da observação de aves, o visitante conta com a contemplação da natureza.

Os roteiros conduzem o turista pela mata, rios e cachoeiras existentes na região. “Vamos aliar à experiência de contemplação projetos de preservação e conscientização, que são ótimas opções e sempre bem-vindos para agregar à nossa proposta”, expõe Marco Aurélio.

Aves, mata, rios e cachoeiras

Surucuá-de-barriga-amarela (Trogon rufus) – foto André J. Pieri

O visitante conhece rios que cortam o Parque Nacional do Iguaçu – um bioma de Mata Atlântica – e lagoas naturais dentro do parque e no município de Capanema. São berçários de diversas aves que vivem e se reproduzem pela região.

As garças promovem um verdadeiro espetáculo a céu aberto, em um dos rios integrado ao roteiro do projeto Aves Capanema, todo o final de tarde. As várias matas de floresta nativa na área de abrangência do município também fazem parte das atrações.

O visitante contempla e vivencia, ainda, a Ilha do Cavalo, que fica no Rio Iguaçu, na área do PNI. São três lagoas naturais em seu interior, berço de aves, animais terrestres, aquáticos e anfíbios.

Também situada dentro da unidade federal de conservação, a Trilha da Taquara é um belo passeio pela Mata Atlântica. O trajeto finaliza em uma exuberante cachoeira de águas cristalinas.

Publicação

O livro “Guia das Aves: Capanema e Região”, estudo que integra o projeto e será lançado em breve, terá 270 fotografias de espécies. A publicação contará com a descrição individual das aves e mapas de distribuição e ocorrência.

Aves de Capanema

Site: avescapanema.com
Facebook: avescapanema
Instagram: @avescapanema

*Valores dos passeios guiados serão divulgados em breve.

Por H2FOZ