Olhar apurado (e premiado)

  –  Curta produzido por estudante da UNILA chega à final de concurso para jovens cineastas; votação está aberta  –

 

O curta-metragem Clube Stalker, dirigido por Alice Nicolau, aluna do curso de Cinema e Audiovisual da UNILA, venceu a etapa nacional do concurso Directv Cinema+ e disputa agora a fase latino-americana, com outros oito concorrentes de Argentina, Chile, Colômbia, Peru, Porto Rico, Equador, Uruguai e Venezuela. A votação popular, que é um dos critérios para a escolha do vencedor, já está aberta. Clique aqui para votar.
Como vencedor da etapa nacional, o curta já deu à UNILA um prêmio de R$ 16.125, destinado à compra de equipamentos para o curso de Cinema e Audiovisual. O diretor do filme vencedor na etapa final vai receber uma bolsa de estudos para o curso de cinema da USC School of Cinematic Arts, em Los Angeles (EUA). Além da votação popular, os curtas-metragem também são avaliados em relação à originalidade do conteúdo e à qualidade cinematográfica, da direção e da produção.
“Estou muito feliz pela vitória da etapa nacional e grata com a repercussão não só na universidade, quanto na cidade de Foz do Iguaçu”, diz Alice. Para ela, o filme mostra que é possível produzir e estimular a produção cinematográfica. “Estou muito feliz também por ver que Clube Stalker tem mostrado o potencial dos cineastas locais – muitos deles unileiros – e inspirado várias pessoas dos mais diversos segmentos artísticos a continuar perseverando pela valorização da cultura e arte, mesmo em tempos de crise política que nosso país está vivendo.” A diretora diz que sonha em estudar na University of Southern California e espera “continuar inspirando jovens cineastas e artistas em geral a correr atrás de seus objetivos”.
Clube Stalker nasceu da necessidade de falar sobre violência de gênero, a desumanização das relações, saúde mental, trauma, depressão e suicídio. “Espero continuar a evidenciar a representação e a força de trabalho feminino no cinema e o debate sobre a questão da saúde mental, não só no espaço institucional, como em todos os espaços”, completa.
O filme teve início na disciplina Roteiro II, ministrada pelo professor Pablo Gonçalo. O roteiro inicial ali produzido passou por diversos tratamentos e o curta foi realizado em formato de “maratona” – foram sete dias para pré-produção, gravação e pós-produção. A equipe do filme é toda formada por estudantes da UNILA, dos cursos de Cinema e Audiovisual, Letras – Artes e Mediação Cultural, Relações Internacionais e Integração, Geografia e Desenvolvimento Rural e Segurança Alimentar. O curta já foi exibido em Foz do Iguaçu (Centro e Vila C Nova) e na Universidad Nacional de Misiones (UNaM), em Oberá (Argentina).
O filme Clube Stalker é dedicado à memória de Danto Giardina, estudante de Cinema e Audiovisual da Unila, falecido este ano.

_____________
Assessoria Unila

Arquivos

Categorias

Meta