Olhos e palavras

  –  Um poema de Manatit . Uma fotografia de Angela Angel –

“Múltiplos planos”, fotografia de Angela Angel.

O espinho do caule
Que machuca o dedo
O dedo desavisado
O dedo distraído
O dedo desatento.
Assim a rosa carece de cuidado.
Costumamos nos rir da própria miséria
Descarados, debochados, seguimos desvairados.
Achar graça da desgraça, não tem graça nenhuma não.
Parecendo pacientes participamos de pacíficas passeatas
Embaralhamos grãos de areia pensando praticar grandes mudanças
______________________________________
Manatit é agente cultural em Boa Vista, Roraima. Participa do coletivo EcoaEcoa. 
Angela Angel é professora da rede pública estadual de ensino em Foz do Iguaçu, Pr. Foto e texto foram publicados na revista Escrita 49.