Orquestra Ouro Preto se reinventa na quarentena e amplia ações online

Alunos da Academia mantém atividades online e novos concertos são lançados no YouTube e plataformas de streaming

Orquestra Ouro Preto apresenta Beatles (Foto: divulgação)

O mundo foi pego de surpresa com as consequências do espalhamento acelerado do Coronavírus, que resultou em uma quarentena generalizada. Os músicos, o maestro e demais funcionários da Orquestra Ouro Preto se uniram a esse esforço coletivo e têm trabalhado de casa. Os concertos que aconteceriam nos meses de março e abril foram adiados e os ingressos já adquiridos valerão para as novas datas.

A Academia Orquestra Ouro Preto foi criada em 2019 e é formada por 28 instrumentistas com idade entre 18 e 28 anos, de diferentes regiões do Estado. Patrocinados pela SulAmérica, os músicos recebem bolsa e material didático, num formato inédito no que tange o incentivo para estudo e prática da música no país. Ao longo do ano, as atividades são presenciais e ministradas por músicos e professores da Orquestra. O concerto de estreia da Temporada 2020 que seria na Semana Santa em Ouro Preto foi adiado e em breve será divulgada nova data.

Nesse novo contexto, a Orquestra tem se reinventado para manter as atividades dos jovens músicos da Academia e o público tem recebido, virtualmente, novidades nas redes sociais e aplicativos de streaming.

“Desenvolvemos um sistema próprio de ensino a distância para os alunos da Academia continuarem seus estudos. Eles gravam o material, mandam para os instrutores e esses retornam com as avaliações. As bolsas continuam sendo pagas e esse contato tão rico entre alunos e instrutores tem permanecido”, destaca o Maestro Rodrigo Toffolo.

Lançamentos online

Nesse período de quarentena, a internet tem sido também uma importante aliada para aproximar a Orquestra de seu público. No Instagram, o maestro tem feito lives semanais mostrando os bastidores, os destaques da Temporada 2020 e um bate-papo também sobre os principais trabalhos já gravados pelo grupo. Concertos inéditos estão sendo resgatados e inseridos nas principais mídias digitais como YouTube, Instagram, Facebook, Spotify e Deezer.

O concerto presencial, adiado, de Latinidade, está disponível na internet.

A proposta do Maestro Rodrigo Toffolo é buscar na história dos 20 anos da Orquestra, concertos inéditos e participações especiais para entreter o público em casa. “Temos revirado nossas memórias para apresentar um pouco da nossa história e dos músicos que têm tocado conosco. Também estamos adiantando alguns lançamentos que seriam feitos do decorrer do ano para levar um pouco de conforto a todos, nesse período tão difícil”.

No último dia 31 de março, “Latinidade”, o primeiro disco gravado pela Orquestra Ouro Preto, em 2007, foi lançado nas principais plataformas de streaming. Na época, ainda chamada de Orquestra Experimental UFOP Ouro Preto, o grupo era regido pelo talentoso maestro Sílvio Viegas. O disco abre com duas faixas que remontam a história do tango com arranjos do bandoneonista argentino Rufo Herrera, um dos idealizadores da Orquestra.

Além disso, um grande sucesso dos Beatles, que fora vetado do CD gravado pela Orquestra em 2015, a música “Imagine”, finalmente teve seus direitos autorais liberados e foi lançado nas mídias digitais, na última sexta-feira, 10 de abril.

Outro lançamento de destaque será no dia 17 de abril. Na data, o segundo disco gravado em Araxá-MG, em 2013, pela Orquestra Ouro Preto estará disponível para o público. “Oito Estações” é um trabalho que une as quatro estações de Antonio Vivaldi (1678-1741) e as quatro estações portenhas de Astor Piazzolla (1921-1992) em um diálogo que une dois dos mais importantes compositores da história da música. O trabalho tem concepção e direção musical do Maestro Rodrigo Toffolo e conta também com a participação dos músicos Ricardo Amado e Hugo Pilger.

Estarão disponíveis também, nas redes sociais da Orquestra, retrospectivas e ações feitas “Muito Além da Música”, como o Núcleo de Apoio a Bandas, o Prêmio Orquestra Ouro Preto, o livro Amiga Música, intercâmbios e parcerias.

Acompanhe as redes sociais e confira a programação:

– Dia 17 de abril, sexta-feira, às 16h
Live e lançamento do disco “Oito Estações” nas plataformas digitais.

– Dia 24 de abril, sexta-feira, às 16h
Live sobre o livro Amiga Música escrito pelo Maestro Rodrigo Toffolo com ilustração do Ziraldo.

– Dia 1º de maio, sexta-feira, às 16h
Live sobre o disco Quem Perguntou Por Mim

A história da Orquestra

Uma das mais prestigiadas formações orquestrais do país, a Orquestra Ouro Preto completa 20 anos de atividades ininterruptas em 2020 e se reafirma como uma orquestra de vanguarda. Sob a regência e direção artística do Maestro Rodrigo Toffolo, o grupo se dedica à formação de diferentes públicos, com uma extensa programação nas principais salas de concerto e espaços diversos no Brasil e no mundo.

Sob os signos da excelência e versatilidade atua também em projetos sociais e educacionais que vão muito além da música, como o Núcleo de Apoio a Bandas e a Academia Orquestra Ouro Preto. Premiado nacionalmente, o grupo comemora 20 anos de uma trajetória com onze trabalhos registrados em CD, sete DVDs. Foi vencedora do Prêmio da Música Brasileira em 2015, na categoria “Melhor Álbum de MPB”, e indicada ao Grammy Latino 2007, como “Melhor Disco Instrumental”, por Latinidade. Os discos “Latinidade – Música para as Américas”, “Antônio Vivaldi – Concerto para Cordas” e “The Little Prince”, versão em inglês do tributo prestado pela Orquestra à literatura de Saint-Exuperry, tem distribuição mundial pela gravadora Naxos, a mais importante do mundo dedicada à música de concerto.

Mais informações: www.orquestraouropreto.com.br

POR ASSESSORIA

Arquivos

Categorias

Meta