Outono

  –  Um poema de Andrea Palmar de Almeida.
Uma fotografia de Alejandra Morales  –

 

Manhã de outono no centro de Foz do Iguaçu. (Alejandra Morales)

Outono Romântico e Clássico

Sinto a brisa refrescar,
mansa chega.
Aconchega a pele.
Deixa o ar leve.
Folhas se arrastam pelo chão,
arranham o piso.
Se espreguiçam.
Deleite de sensação.
A gota da chuva gelada,
abranda a temperatura.
Acalma o fogo do verão.
Sinta.
As janelas estão abertas,
toca o vento.
Um sopro agudo de uma voz.
Outono, romântico e clássico.
Como os feixes solares passando, pelas nuvens.
A claridade passeia pela névoa.

___________________________________
Andrea Palmar, nascida argentina, cresceu no Brasil e vive atualmente em Assunção, PY.
É microempresária e poeta na capital paraguaia.

Alejandra Morales, servidora pública argentina. A serviço exterior, mora em Foz do Iguaçu, Pr.

Arquivos

Categorias

Meta