Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on print
Print

Plataforma de streaming usa cenas de filmes para alertar sobre violência de gênero

A iniciativa tem o apoio institucional da ONU Mulheres Brasil

A atriz norte-americana Elisabeth Moss, durante cena do filme “O Homem Invisível”, utilizada para conscientizar sobre violência física contra a mulher. (Foto: Reprodução)

 

A agência de comunicação F.biz criou para o Instituto Maria da Penha o “180Play”, uma plataforma gratuita de streaming que reúne cenas de filmes, séries e novelas para conscientizar sobre as formas de violência doméstica e familiar contra as mulheres. A iniciativa tem o apoio institucional da ONU Mulheres Brasil.

O lançamento da plataforma ocorreu no aniversário de 14 anos da Lei Maria da Penha (Lei n. 11.340/2006). Considerada pela ONU uma das mais avançadas no mundo na defesa dos direitos das mulheres, a lei vai além da responsabilização dos agressores e traz em seu texto outros dispositivos, como a definição dos cinco tipos de violência: física, psicológica, sexual, patrimonial e sexual.

Seja na vida real ou na ficção, milhares de pessoas presenciam atos de violência doméstica todos os dias, mas nem sempre conseguem identificá-los. Apesar de saberem da existência da lei, 68% das mulheres alegam conhecê-la pouco e 11% delas afirmam não conhecer nada.

Clique aqui para acessar o site 180play

“O consumo dos conteúdos das plataformas de streaming já vinha crescendo, e o isolamento social fez com que isso se potencializasse. Hackear esse comportamento para dar visibilidade à violência, que nem sempre é visível, foi o ponto de partida deste trabalho. Afinal, quanto mais pessoas souberem identificar essas agressões, maiores são as chances de denúncias”, afirma o co-CEO da F.biz, Fernand Alphen.

Para a cofundadora e superintendente-geral do Instituto Maria da Penha, Conceição de Maria, a informação é uma grande aliada na prevenção e combate à violência doméstica, além de ajudar a desnaturalizá-la.

Por isso, segundo ela, é fundamental ampliar o acesso à Lei Maria da Penha, principalmente nesse contexto de isolamento social, em que o número de casos aumentou de maneira significativa.

Reconhecer que está em uma situação de violência é um passo importante para a mulher buscar ajuda e quebrar o ciclo da violência, lembrou a ONU Mulheres. Depois de acessar as informações sobre o assunto, o usuário ou a usuária da plataforma pode realizar denúncias dentro do próprio ambiente do site: basta apertar um botão e ligar para o número 180.

“A violência contra as mulheres e meninas é uma grave violação dos direitos humanos das mulheres e nos chama a inovar para exemplificar as suas distintas formas de manifestação e enfrentamento. As artes — e aqui, especificamente, o audiovisual — são uma importante ferramenta para promover a sensibilização e engajamento de um público mais abrangente sobre o tema e ampliar o conhecimento sobre a Lei Maria da Penha e seus respectivos mecanismos para prevenir e coibir a violência doméstica e familiar”, disse Anastasia Divinskaya, representante da ONU Mulheres Brasil.

Durante o desenvolvimento da plataforma, foram tomados todos os cuidados necessários para garantir os direitos autorais e de personalidade, incluindo também a classificação indicativa dos conteúdos. As cenas extraídas e utilizadas no 180Play não representam opiniões ou ações dos criadores, atores ou pessoas nelas retratadas, bem como não relaciona esses conteúdos a qualquer tipo de apologia à violência.

Telefones importantes
· Para denúncias: Ligue 180 – Central de Atendimento à Mulher
· Para emergências: Disque 190 – Polícia Militar
Link do 180Play: www.180play.com.br

Sobre o Instituto Maria da Penha – Fundado em 2009, o Instituto Maria da Penha (IMP) é uma organização não governamental sem fins lucrativos. A sua missão é enfrentar, por meio de mecanismos de conscientização e empoderamento, a violência doméstica e familiar contra a mulher.

Assim, o IMP estimula e contribui para a aplicação integral da Lei Maria da Penha (Lei n. 11.340/2006), bem como monitora a implementação e o desenvolvimento de políticas públicas, além de promover ações para construir uma sociedade mais justa, livre de discriminação e violência. Mais informações em: www.institutomariadapenha.org.br

Sobre a ONU Mulheres

A ONU Mulheres é a organização das Nações Unidas dedicada a promover a igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres. Como defensora mundial para mulheres e meninas, foi estabelecida para acelerar o progresso em favor da melhoria das condições de vida e responder às necessidades de mulheres e meninas no mundo.

A ONU Mulheres apoia os Estados-membros das Nações Unidas no estabelecimento de normas internacionais para alcançar a igualdade de gênero e trabalha com os governos e a sociedade civil na criação de leis, políticas, programas e serviços necessários para implementar tais normas.

Também apoia a participação igualitária de mulheres em todos os aspectos da vida, principalmente em cinco áreas prioritárias: liderança e participação política das mulheres; empoderamento econômico das mulheres; fim da violência contra mulheres e meninas; a participação das mulheres em todos os processos de paz, segurança e emergências humanitárias; e a incorporação da igualdade de gênero como elemento central de governança e planejamento para o desenvolvimento.

A organização coordena e promove o trabalho do Sistema das Nações Unidas para alcançar a igualdade de gênero.

Sobre a F.biz

A F.biz é nasceu em julho de 1999 e logo se colocou entre as principais agências digitais independentes do Brasil. Em 2011, passou a fazer parte do WPP Group, o maior grupo de comunicação do mundo.

A agência possui uma visão agnóstica de distribuição de conteúdos (mídia) e um foco que conjuga análise de dados e criatividade. Jeep, Rico, Samsung e várias marcas da Unilever são alguns de seus clientes.

Por ONUBr

Arquivos

Categorias

Meta