Poema de retalhos

  –  Um poema de Kariny Wermouth  –

O agora,
As circunstâncias,
A nitidez das escolhas.
É bom recordar.
Pés vermelhos de terra
E de lembranças.
Pés com ainda poucas,
mas boas histórias
Pra se afundar.
O corpo pede descanso,
O dia pede pressa,
A vida pede pés com vontade de caminhar.
Eu peço um pouco mais dos sentidos,
Tudo de mim dentro de cada retalho
Meus pés vermelhos prontos pra caminhar.
___________________________________
Kariny Wermouth é estudante de História, mediadora de leitura e poesia em Foz do Iguaçu, Pr.

 

Arquivos

Categorias

Meta