Quintana, 110 anos!

  –  Em 30 de julho de 1906, nascia o poeta gaúcho Mario Quintana.
Em sua homenagem, editamos algumas jóias de sua obra  –

 
disco voador

A mentira é uma verdade
que se esqueceu de acontecer!

####

AS INDAGAÇÕES
A resposta certa, não importa nada:
o essencial é que as perguntas estejam certas.

####

Quando alguém pergunta a um autor
o que este quis dizer,
é porque um dos dois é burro.

####

A poesia não se entrega a quem a define.

####

BILHETE
Se tu me amas, ama-me baixinho
Não o grites de cima dos telhados
Deixa em paz os passarinhos
Deixa em paz a mim!
Se me queres,
enfim,
tem de ser bem devagarinho, Amada,
que a vida é breve, e o amor mais breve ainda…

####

DAS UTOPIAS
Se as coisas são inatingíveis… ora!
Não é motivo para não querê-las…
Que tristes os caminhos, se não fora
A presença distante das estrelas!

####

E um dia os homens descobrirão
que esses discos voadores estavam
apenas estudando a vidas dos insetos…


Mário Quintana (1906 – 1994)