Relações de Fronteira

  –  Um poema de Rubia Marvejol  –

 
 

Tantos adolescentes jogados
Se jogando no mundo
Tanta solidão disfarçada de reggatown
Nas festas dançando ate o chão
E no coração um copo cheio
Jovens adultos
Corajosos demais
Parabéns a todos e todas
Olhos com medo
Encontrando força no irmão
No irmão que se jogou no mundão
Que nem nós
Amadurecer é preciso
A convivência é difícil
A comida é coletiva
E a festa é de graça
Como poderíamos pagar por diversão
Se o dinheiro é pouco?
Me divirto como todos
Loucos
Na fronteira não tem mãe
Na fronteira não tem pai
Na fronteira só tem irmão
O dinheiro pra educação é pouco
E os loucos mesmo assim, aqui estão
Por um brasil melhor, por um mundo melhor
Me joguei e vou passar
Tríplice da fronteira com muitas histórias pra contar.

_____________________________
Rubia Marvejol é natural da cidade de Santos, SP. Veio a Foz do Iguaçu estudar Pedagogia na Unioeste.
O poema foi publicado na revista Escrita 49.