Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on print
Print

Residência Pedagógica

  –  Unila seleciona professores e estudantes para programa  –

Iniciativa quer minimizar a distância entre a teoria ensinada na universidade e a prática nas escolas (Foto: Divulgação )
.
A Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA) lançou o Programa Institucional de Residência Pedagógica, que vai selecionar estudantes de Licenciatura para atuarem em escolas públicas de Foz do Iguaçu, a fim de aperfeiçoarem a formação dos discentes.
.
O programa também selecionará docentes da rede básica de educação que irão atuar como orientadores dos universitários. Os editais preveem o pagamento de bolsas tanto para os estudantes residentes quanto para os docentes selecionados como preceptores. Os documentos estão disponíveis em https://www.unila.edu.br/noticias/residencia-pedagogica.
.
Para professores, estão sendo ofertadas 12 vagas, sendo três em cada uma das seguintes áreas: Ciências da Natureza – Biologia, Física e Química; História; Geografia; e Letras – Espanhol e Português como Línguas Estrangeiras. Para participar do processo seletivo, os professores interessados devem elaborar um plano de atividades, conforme detalhado no Edital, e estar com os currículos atualizados na Plataforma Freire.
.
São pré-requisitos que os professores sejam licenciados na área e/ou disciplina dos residentes que irão acompanhar, possuam experiência mínima de dois anos de magistério na educação básica e estejam ministrando a disciplina na área do subprojeto.
.
As inscrições devem ser feitas por meio de formulário eletrônico, até o dia 10 de julho. O formulário está disponível em https://inscreva.unila.edu.br/.
.
Cada professor deverá orientar de oito a dez estudantes, e receberá uma bolsa no valor de R$ 750 por até 18 meses. Entre as atribuições dos professores preceptores, estão a de acompanhar o licenciando-residente nas atividades de planejamento, regência e avaliação na escola-campo; participar do curso de formação de preceptores; avaliar periodicamente o residente e emitir relatório de desempenho; e outras.
.
Dúvidas poderão ser esclarecidas diretamente com o coordenador institucional do Programa na UNILA, professor André Luís André, pelo e-mail programa.residenciapedagogica@unila.edu.br, ou telefone (45) 3576-7158.
.
Estudantes – 
O programa prevê que 120 estudantes dos cursos de Licenciatura da UNILA atuem nas escolas, supervisionados pelos professores preceptores, além de professores da própria Universidade. Os docentes Welington Francisco, Marcelo Augusto Rocha, Tiago Costa Sanches e Lívia Fernanda Morales terão a atribuição de acompanhar os estudantes e desenvolver atividades de formação continuada com os professores da rede pública, relacionadas aos subprojetos.
.
Para participar, os discentes precisam estar matriculados nos cursos de Ciências da Natureza – Biologia, Física e Química; Geografia; História; Química; ou Letras – Espanhol e Português como Línguas Estrangeiras, da UNILA.
.
É preciso que os estudantes já tenham cursado no mínimo 50% do curso ou estejam cursando a partir do 5º período; estejam em dia com as obrigações eleitorais e militares (no caso dos brasileiros); e tenham disponibilidade para iniciar as atividades relativas ao subprojeto tão logo sejam convocados. Dos discentes selecionados, 96 receberão uma bolsa no valor de R$ 400 e deverão cumprir, no mínimo, 440 horas de residência no programa. Há ainda a previsão de 24 vagas sem bolsa.
.
O projeto prevê pelo menos 60 horas destinadas à ambientação na escola; 320 horas de imersão, sendo cem de regência, que incluirá o planejamento e execução de, pelo menos, uma intervenção pedagógica; e 60 horas destinadas à elaboração de relatório final, avaliação e socialização de atividades.
.
O programa – 
O Programa de Residência Pedagógica da UNILA, intitulado “Educação em territórios de fronteira – Residência pedagógica e a formação de professores na fronteira trinacional Brasil, Argentina e Paraguai”, é uma parceria entre a Capes e a UNILA. O objetivo é fortalecer a Política Nacional de Formação de Professores, contribuindo com a imersão dos discentes das diferentes Licenciaturas oferecidas pela UNILA, nas escolas públicas brasileiras de educação básica.
.
Um dos principais eixos de trabalho do Programa consiste em minimizar a distância entre a teoria ensinada na universidade e a prática escolar cotidiana desenvolvida nas escolas. A vivência real proporcionada aos residentes pedagógicos por meio da aproximação e cooperação entre a universidade e as escolas públicas de educação básica da região de Foz do Iguaçu na fronteira trinacional é o grande diferencial da proposta.
.
O Programa pode contribuir, ainda, para a melhoria e a consolidação dos cursos de Licenciatura da UNILA, auxiliando na permanência dos acadêmicos e propiciando um ambiente saudável e favorável de formação de professores.

_______________________________
(Unila)

Arquivos

Categorias

Meta