Romper fronteiras

  –  Unila oferta mais de 600 vagas em cursos de graduação para estrangeiros  –

.
Já estão abertas as inscrições para a Seleção Internacional de Estudantes da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila). Para 2019, a Unila oferta 679 vagas em 29 cursos de graduação, destinadas a estudantes de países da América Latina e do Caribe (exceto Brasil). As inscrições iniciam-se nesta segunda-feira (21), são gratuitas e devem ser realizadas diretamente na página da Unila, até o dia 22 de julho. Os selecionados terão direito a educação gratuita durante seus estudos. Por ser uma universidade pública federal, a Unila não cobra nenhum tipo de mensalidade ou taxa. Todas as informações do processo seletivo – como prazos, requisitos e documentação exigida – estão no Edital 01/2018 disponível em https://www.unila.edu.br/seleccion2019.
.
Localizada em Foz do Iguaçu, na tríplice fronteira entre Brasil, Paraguai e Argentina, a Unila tem a missão de formar profissionais com amplos conhecimentos da realidade da América Latina, para que eles possam, no futuro, propor soluções para os problemas da região, em suas áreas do conhecimento. Neste ano, poderão inscrever-se na Seleção Internacional da Unila candidatos de 32 países da América Latina e do Caribe. Outra novidade é que latino-americanos que já residem no Brasil também podem participar do processo seletivo. O requisito é que o candidato esteja no país há mais de seis meses e tenha terminado o ensino médio integralmente fora do Brasil.
.
Conforme a pró-reitora de Relações Institucionais e Internacionais, Diana Araújo Pereira, a mudança visa ampliar ainda mais a diversidade no corpo discente da Unila. “Passamos das atuais 19 nacionalidades para uma listagem de 32 países, abrindo as portas da Unila para uma diversidade ainda maior e mais enriquecedora para o nosso contexto. Outro dado importante é que ampliamos a quantidade de vistos e procuramos facilitar ao máximo, resguardando a lisura e a legalidade do processo, a entrega de documentação no ato da matrícula.”, explicou.
.
A Universidade também irá reservar 50% das vagas para estudantes que fizeram o ensino médio em escolas públicas, que apresentem situação de vulnerabilidade socioeconômica, vulnerabilidade humanitária ou condição de refúgio. Esses candidatos, que deverão anexar documentos comprobatórios no momento da inscrição, poderão concorrer a bolsas de auxílio estudantil. Para isso, é necessário fazer uma inscrição prévia, pelo sistema Inscreva, de 4 de junho a 22 de julho. “Os documentos aceitos estão em um dos anexos do edital, mas a banca de seleção terá autonomia para validar outros documentos que não estejam listados e que comprovemos serem adequados”, salienta a pró-reitora.

__________________________________
Fonte: Unila

Arquivos

Categorias

Meta