Só Quintana:

pra gente ser feliz é preciso pouco

O pensamento de Mário Quintana:

“A preguiça é a mãe do progresso.
Se o homem não tivesse preguiça de caminhar,
não teria inventado a roda.”

“Olho em redor do bar em que escrevo estas linhas.
Aquele homem ali no balcão, caninha após caninha,
nem desconfia que se acha conosco desde o início
das eras. Pensa que está somente afogando problemas
dele, João Silva… Ele está é bebendo a milenar
inquietação do mundo!”

“A resposta certa, não importa nada:
o essencial é que as perguntas estejam certas.”

[O Trágico Dilema]
“Quando alguém pergunta a um autor
o que este quis dizer, é porque um dos dois é burro.”

“A arte de viver é simplesmente a arte de conviver…
simplesmente, disse eu? Mas como é difícil!”

DAS UTOPIAS

“Se as coisas são inatingíveis… ora!
Não é motivo para não querê-las…
Que tristes os caminhos, se não fora
A presença distante das estrelas!”


Mario Quintana, escritor brasileiro. (1906-1994)
(Foto reproduzida de blog, autor ignorado)

Arquivos

Categorias

Meta