Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on print
Print

Suburbana Eternidade

Um poema de Fábio Campana

A mãe espana o pó
da pequena eternidade
que construiu com
as quinquilharias baratas,
metais, ferrugens, plumas,
retratos anônimos,
postais tristes de amor
enviados da Europa
para pessoas e endereços
que só ela reconhece

Na parede da sala escura
um quadro desbotado
pinheiros sob um pálido por do sol suburbano

___________________________
Fábio Campana é escritor, poeta, jornalista e editor em Curitiba, Pr. O poema acima faz parte do livro “As Coisas Simples”. Foi publicado na revista Escrita 53

Arquivos

Categorias

Meta