Adna Rahmeier

Epidemia de Poesia

E as pessoas pararam

Um poema de Adna Rahmeier E as pessoas pararam Ninguém podia se tocar E através do olhar E das palavras

Leia mais »

Feliz dia pra quem?

Um poema de Adna Rahameier Nas nossas costas Sustentamos o mundo Damos conta de tudo É quase um absurdo Senão

Leia mais »

Garapa

  –  Um poema e uma fotografia de Adna Rahmeier  – O dia é santo Nessa terra sem fronteiras Enquanto

Leia mais »

Banquinho da praça

  –  Um poema de Adna Rahmeier. Uma fotografia de Áurea Cunha  – . Senta aqui Me conta de você Como

Leia mais »

Maracatu em festa

  –  Uma crônica de Adna Rahmeier  – Já faz 4 anos que participo do Grupo Maracatu Alvorada Nova. Aqui,

Leia mais »

Fome

  –  Um conto de Adna Rahmeier  –   César levantou 7:20 no dia 28 de Abril de 2017. Um

Leia mais »

Respiro

  –  Um poema e uma fotografia de Adna Rahmeier  –   Respiro Evita a morte Lenta, habitual Faz dos teus

Leia mais »

E agora, Maria?

  –  Um poema de Adna Rahmeier. Uma fotografia de Manuella Sampaio  –   E agora, Maria? O trabalho acabou,

Leia mais »

Arquivos

Categorias

Meta