"Terecleta"

Conheça o delivery de tereré que jovens criaram em bairro de Ciudad del Este. Eles atuam num bairro onde não está disponível a venda de componentes para o tereré. Fizeram um posto de venda e começaram a fazer entrega de bicicleta

 Iván Isasi e Diego Espínola, sócios no delivery de tereré.

Dois jovens empreendedores de Ciudad del Este, Iván Isasi e Diego Espínola, criaram sua própria empresa, mas para vender o produto que nenhum paraguaio dispensa, o tereré.

Pelo equivalente a R$ 3,25, eles entregam a bebida onde o cliente estiver. Vão de bicicleta, porque “é muito mais rentável e amigável para o meio ambiente”, disse Isasi.

Os dois amigos decidiram apostar nesse negócio porque na região não há locais onde se vende tereré. Depois de implantar um ponto de venda na praça do bairro Carolina, começaram também a atender a pedidos por telefone.

“A ideia nasceu de vender algo que nós conhecemos. Conhecemos as plantas, sabemos que o tereré é o que nos identifica como paraguaios. A isto se soma a forma de preparar o produto”, explicou Isasi.

Mais dois segredinhos que ele divide: ser gentil com os compradores e saber usar as redes sociais para atrair mais clientes.

Acabaram ganhando, de graça, uma reportagem no jornal La Clave, de Ciudad del Este, com um repique aqui [H2Foz].

Anúncio dos serviços da “Terecleta”

Clique aqui e leia sobre o “tereré”, sua importância cultural e os trâmites para que seja reconhecido como Patrimônio Imaterial da Humanidade

_____________________
Da página do H2Foz – Texto: Cláudio Dalla Benetta. Fonte: La Clave