"Travessias" em Foz

  –  Filme com cenas gravadas na cidade está em cartaz no Cine Cataratas.
O elenco principal do filme tem os atores Jackson Antunes e Isadora Ribeiro   –  

Estreou na quinta-feira, 18, no Cine Cataratas, o filme “Travessias”, que tem cenas gravadas em Foz do Iguaçu, Ciudad del Este (Paraguai) e outras cidades. Com roteiro e direção de Salete Machado e produção de Talicio Sirino, o filme é uma obra de baixo orçamento da Tigre Filmes, realizadora audiovisual criada em Cascavel (PR). O elenco principal da película paranaense reúne atores como Jackson Antunes e Isadora Ribeiro.

Por meio de encontros e desencontros impostos por fronteiras geográfica e culturais, a trama revela a história de três personagens principais. O libanês Naun mora em Foz do Iguaçu e enfrenta os dilemas decorrentes da vida no mundo ocidental e sua identidade cultural. O sacoleiro José e sua mulher Maria Helena vivem uma crise conjugal por conta de diferentes formas e visões de mundo. Léo, diretor de teatro, encara a utopia e o desafio de viver da arte.
O filme percorreu um roteiro de exibição envolvendo vários festivais de cinema nacional. No 8º Festival de Cinema da Lapa, o elenco recebeu prêmios de melhores atriz e ator coadjuvantes para Isadora Ribeiro e Jackson Antunes, melhor trilha sonora para Xenon Pinheiro e menção honrosa para Salete Machado, pela contribuição para o desenvolvimento do cinema produzido no Paraná.
“Entre o visível e o invisível o destino de três personagens serão cruzados. Essas histórias passam por estradas que levam a travessias desconhecidas”, diz a apresentação da Tigre Filmes sobre o filme Travessias. O audiovisual custou cerca de R$ 400 mil, muito pouco em relação à realidade da indústria cinematográfica. O trabalho assinado por Salete Machado e Talicio Sirino comprova que dinheiro não é tudo, quando se trata de criatividade artística e boas histórias.
De sexta-feira (19) a quarta-feira (24), a sessão acontece às 19h50. A entrada custa R$ 18 de segunda a quinta; e R$ 20 na sexta, sábado e domingo. A classificação indicativa do filme é de 14 anos de idade.


H2FOZ – Paulo Bogler