Um século de Fellini

Há cem anos, o mundo ganhava Federico Fellini. Mestre do fantástico, reinventava o exagero e nos contava histórias maravilhosas feito um grande e encantador mentiroso

Foto: Walter Albertin, World Telegram staff photographer

Do portal Fórum

Federico Fellini completaria cem anos nesta segunda-feira (20). O maior cineasta do mundo de todos os tempos nasceu em 20 de janeiro de 1920, em Rimini, na Itália. Uma cidade com quase 150 mil habitantes localizada na costa adriática, na região Emilia-Romagna de Itália.

O mar povoou sua infância e seus filmes. O oceano, no entanto, tanto na infância quanto nos filmes, era apenas memória. Fellini não filmava o mar. Em praticamente todos os seus filmes –se não todos – o mar era cenário. Mesmo em “Lá Nave Vá”, todo passado dentro de um transatlântico.

A viagem no filme tem como objetivo espargir as cinzas da cantora lírica Edmea Tetua em torno da ilha de Erimo, onde ela nasceu. O mar em torno do navio é cenário. Tudo em seus filmes, assim como o mar, paira sempre um tanto acima da realidade.

Sem ter parâmetros nem antes nem depois para a sua profícua produção, Fellini foi único. Mestre do fantástico, reinventava o exagero e nos contava histórias maravilhosas feito um grande e encantador mentiroso.

Suas mulheres enormes, palhaços, anões e personagens estranhos, assim como o mar e toda a cenografia, eram sempre tão falsos ou tão reais quanto a fantasia, a memória e a imaginação permitem.

Fellini se casou, em 1943, em plena Segunda Guerra Mundial, com Giulietta Masina, atriz fetichista, musa inspiradora e parceira do cineasta. Ela foi protagonista de inúmeros de seus filmes, entre eles “Noites de Cabíria”, de 1957. Ficaram juntos por 50 anos, até a morte do diretor. Giulietta morreu cinco meses depois do diretor, em março de 1994.

LEIA A REPORTAGEM COMPLETA EM FÓRUM. CLIQUE, AQUI.

Filmografia de Fellini

1950 – Mulheres e Luzes
1952 – Abismo de um sonho
1953 – Os boas-vidas
1953 – L’amore in città
1954 – A estrada da vida
1955 – A trapaça
1957 – Noites de Cabíria
1960 – A doce Vida
1962 – Boccaccio ’70
1963 – 8 ½
1965 – Julieta dos espíritos
1968 – Histórias Extraordinárias
1969 – Satyricon de Fellini
1971 – Os Palhaços
1972 – Roma de Fellini
1973 – Amarcord
1976 – Casanova de Fellini
1978 – Ensaio de Orquestra
1980 – Cidade das Mulheres
1983 – E la nave va
1986 – Ginger e Fred
1987 – Entrevista
1990 – A Voz da Lua

_________________________
Texto transcrito de “Fórum” / Filmografia: vertente de cinema

Arquivos

Categorias

Meta